Artigo – APLICABILIDADE DO ESCORE DE TOKUHASHI MODIFICADO

Artigo – APLICABILIDADE DO ESCORE DE TOKUHASHI MODIFICADO

Objetivo: Apresentar os resultados obtidos no tratamento dos
pacientes com metástases vertebrais, tratados cirurgicamente,
comparando-os com o escore de Tokuhashi modificado, a fim de
validar a aplicabilidade deste escore na predição prognóstica e
na escolha terapêutica cirúrgica.

ESTUDO DA APLICABILIDADE DO ESCORE DE TOKUHASHI MODIFICADO NOS PACIENTES TRATADOS CIRURGICAMENTE DE METÁSTASES VERTEBRAIS

STUDY ON THE APPLICABILITY OF THE MODIFIED TOKUHASHI SCORE IN PATIENTS WITH SURGICALLY TREATED VERTEBRAL METASTASIS

Jeferson Luis Mattana1, Rosyane Rena de Freitas1, Glauco José Pauka Mello2, Mário Armani Neto2, Geraldo de Freitas Filho2,
Carolina Bega Ferreira3, Carolina Novaes3

RESUMO
Objetivo: Apresentar os resultados obtidos no tratamento dos
pacientes com metástases vertebrais, tratados cirurgicamente,
comparando-os com o escore de Tokuhashi modificado, a fim de
validar a aplicabilidade deste escore na predição prognóstica e
na escolha terapêutica cirúrgica. Métodos: Estudo retrospectivo
de 157 pacientes tratados cirurgicamente por metástase vertebral
no Hospital Erasto Gaertner em Curitiba. O escore de Tokuhashi
foi aplicado, retrospectivamente, em todos os pacientes. O tempo
de sobrevida real dos pacientes foi comparado com o tempo de
sobrevida esperado pelo escore de Tokuhashi. Resultados: Foram
estudados 82 pacientes do sexo feminino e 75 do masculino. O
local do tumor primário mais frequente foi a mama. A região
torácica foi acometida em 66,2%, lombar em 65,6%, cervical
em 15,9% e sacral em 12,7%. Todos os pacientes foram submetidos
ao tratamento cirúrgico. A indicação mais frequente do
tratamento foi dor intratável (89,2%). Houve melhora parcial ou
total na maioria dos casos (52,2%). Dos 157 casos estudados,
86,6% evoluíram a óbito, sendo o tempo máximo de sobrevida
de 13,6 anos, o mínimo de três dias e o médio de 13,2 meses. A
pontuação dos casos operados segundo Tokuhashi apresentou a
seguinte frequência: até 8 pontos, 111 casos; de 9 a 11 pontos,
43 casos e de 12 a 15 pontos, três casos. O tempo médio de sobrevida
em meses para todos os 157 pacientes segundo o escore
de Tokuhashi foi: de 0 a 8 pontos, 15,4 meses; de 9 a 11 pontos,
11,4 meses; e de 12 a 15 pontos, 12 meses. Conclusão: Diferente
da conduta não cirúrgica preconizada por Tokuhashi para os pacientes
de pontuação mais baixa, em nosso estudo, este mesmo
grupo foi encaminhado à cirurgia com resultados melhores do que
os pacientes não operados referidos por Tokuhashi.
Descritores – Metástase Neoplásica; Coluna Vertebral; Sobrevida

Baixe o artigo completo em PDF:
ClinicaCofibPDF
ClinicaCofib-artigo_ESCORE DE TOKUHASHI

DrGlaucoMelloS

Dr. Glauco J. P. Mello

 

 

Rua José Naves da Cunha, 51 | Seminário – Curitiba | Paraná
(41) 3039 6414 / (41) 3039 6404